O PODER DA GRATIDÃO

Norman Vincent Peale, conhecido conferencista americano afirmou que "ser agradecido faz todas as coisas melhores". Desde que ouvi esta frase tenho pensado na sua validade e de forma muito clara tenho percebido como ela é verdadeira: pessoas murmuradoras e que vivem na rua da reclamacão parecem atrair penúria e escassez para suas vidas, ao passo que pessoas gratas tendem a se tornar eficientes e bem sucedidas naquilo que realizam.

Não estou muito certo, mas creio que isto se dá porque pessoas agradecidas focalizam nos alvos, oportunidades e naquilo que é melhor, enquanto que outros, que gostam de transitar pelas avenidas da reclamação, da lamentação e do descontentamento focalizam no lado ruim da vida, parecem ver se cumprindo nas suas vidas o antigo ditado que diz: "o mal que temia, este me sobreveio". Pessoas descontentes e ingratas tendem a se isolar e a encontrar dificuldade em encontrar parceiros e amigos, afinal, ninguém sente prazer em estar ao lado de gente mau humorada e negativista.

Algumas pessoas são intragáveis, do tipo que dá azia em pacote de sonrisal. Pessoas assim arrastam suas vidas com grande dificuldade e transformam a convivência em algo pesado e complexo. A ingratidão é um câncer na alma.

Grandes homens vivem encharcados de sonhos e projetos, Olham além de si mesmos, compartilham sua vida, reconhecem os outros e os apreciam. Paixão e contentamento tornam-se marcas de suas vidas. Seus sonhos inspiram outros e os levam à obtenção de seus alvos.

Duas definições de gratidão nos ajudam a entender o seu significado. Dostoievsky, um genial escritor russo afirmou que "gratidão é a memória do coração". Acho esta definição bastante significativa. Pessoas gratas foram tocadas na sua memória e afetos. Uma definição do poeta Moacir Bastos é igualmente sugestiva: "Gratidão é o amor contemplando o passado". Gente grata tem memória para reconhecer aqueles que o ajudaram. É capaz de expressar e revelar isto. Nestas duas definições vemos dimensão de um coração que focaliza no bem recebido e naquele que trouxe o bem e que não esquece de expressar o sentimento que o acompanha.

Pessoas ingratas culpam os outros, desprezam os relacionamentos, reclamam das oportunidades e acusam Deus. Corações gratos olham para o passado com reconhecimento e honra. Corações ingratos usam a dor e o sofrimento como uma espécie de troféu: Usam as feridas para justificar seu fracasso, a ausência de entusiasmo com a vida e sua preguiça. Corações sem gratidão, atraem miséria e pobreza, infortúnio e tristeza. Sua leitura negativista da vida será usada para justificar a realidade de seu insucesso, e no final ainda vai se explicar dizendo: "nao te falei que a vida era assim?"Na Bíblia somos constantemente exortados a gratidão. "Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus" (1 Ts 5.17). "Agrada-te do Senhor e ele satisfará os desejos do teu coração" (Sl 37.4). "Fazei tudo sem murmuração ou contendas". "Habite... a gratidão em vosso coração" (1 Ts 3.16).

Uma sugestão final: Que tal ser um pouco grato hoje? Comece com um telefonema para uma pessoa que revelou cuidado por você. Talvez você possa ampliar isto enviando um cartão, um pequeno presente, um buquê de flores. Gestos de apreciação... Que tal se hoje você ligasse para seu colega de trabalho, sua esposa, talvez...os pais, e falasse alguma coisa positiva. Afinal, ninguém suporta seu azedume, nem você mesmo está se aguentando... Que tal se você orasse hoje? (prática possivelmente esquecida), e dissesse a Deus que gostaria de agradecê-lo por tudo que você tem? Afinal, ser agradecido faz todas as coisas melhores.

FONTE: http://www.atitudejovem.com/

1 comentários:

  1. Washington Araujo15 de junho de 2008 18:45

    Li sua mensagem sobre gratidão quando procurava elementos para o esboço de uma pregação,a primeira que farei em minha igreja aqui no Rio. Sou jornalista, membro da Metodista Wesleyana, casado com a Aline, pai do Gabriell, 6, e aguardando o irmãozinho dele que chegará em outubro.
    Deus abençoe sempre o teu ministério.
    Numa oportunidade envie o seu e-mail para que eu passe a te enviar em PDF o jornal da Igreja Metodista Wesleyana, do qual eu sou o editor.
    Paz,
    Boa semana

    Washington

    ResponderExcluir

Seu comentário contribuirá muito para a continuidade deste trabalho.
Obrigado!!!

Juliana Olivencia